terça-feira, 15 de novembro de 2011

Poesia: Distâncias / Autor(a): ?

Estrelas brilhantes, distantes estrelas,
pontos de luz que o olhar atinge,
ignorando os anos-luz do impossível.

Há desejos assim
Em distâncias vazias
que o pensamento percorre
Alheio a tempo e espaço,
esquecendo-se da exiquidade
de vida que possui
para viagens sem fim.

Estrelas brilhantes
que não mais se encontram
Nos pontos de luz que o olhar atinge.
E se encontrasse epílogo a esperança,
Apenas o silêncio das trevas
Onde brilhavam promessas de luz.


Imagem: http://www.ccvalg.pt/astronomia/enxames/enxames_abertos.htm