quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Poesia: Ninguém / Autor(a): ?

Ninguém é tão forte, que nunca tenha chorado.

Ninguém é tão fraco, que nunca tenha vencido.

Ninguém é tão inútil, que nunca tenha contribuído.

Ninguém é tão sábio, que nunca tenha errado.

Ninguém é tão corajoso, que nunca tenha medo.

Ninguém é tão medroso, que nunca tenha coragem.

Ninguém é tão ninguém, que nunca precise de ninguém, como eu preciso de você.

Imagem: Wikipédia.