sábado, 7 de setembro de 2013

Oração de Oxum

Quando a tristeza invade meu peito eu clamo: Oxum!
Quando as lágrimas invadem meu rosto eu clamo: Oxum!
Quando a dor é maior que o meu espírito eu clamo: Oxum!
Minha poderosa mãe do espelho e das águas
Minha rainha soberana da doçura e do amor
Tenha piedade dos que sofrem e choram
Que o tempo do seu rio se apresse
em trazer a esperança e a alegria
Minha senhora dona dos céus azuis
das pedras, dos seixos, da beleza
e das águas límpidas como a paz
que o seu espelho revele a sorte
nos meus passos errantes
que suas mãos frágeis e delicadas
sejam o conforto em minha caminhada
Que eu seja bendito no seu coração de mãe!

Imagem: http://www.fbu.com.br/cabanadocaboclojupe/oxum.htm